Pompeia: o mistério dos corpos cobertos de cinza congelados no tempo



27 de Fevereiro marca a data de estreia em Portugal do filme Pompeia (Pompeii) realizado por Paul W. S. Anderson que conta como protagonista principal Kit Harington (acto famoso pela sua participação na série Guerra dos Tronos). Kit aqui é Milo, um escravo treinado como gladiador que no ano de 79 d.C. encontra-se numa corrida contra o tempo para salvar a sua amada Cassia (Emily Browning) a filha de um rico comerciante forçada a tornar-se noiva de um corrupto senador romano.

Enquanto o Monte Vesúvio entra em erupção e uma torrente de lava ardente desce na direção da cidade, Milo luta para sair da arena a fim de salvar Cássia enquanto a outrora magnífica Pompeia se desmorona ao seu redor.

Assista ao trailer do filme:

Conheça um pouco mais sobre a história desta mítica cidade italiana:

Em 79 d.C., a cidade italiana de Pompeia sofreu um dos desastres naturais mais violentos da história da humanidade. Mais de 2000 pessoas foram mortas instantaneamente ou foram enterradas vivas sob um manto de cinzas da erupção do vulcão Vesúvio. Segundo os arqueólogos e outros cientistas que estudaram as ruínas da cidade antiga acredita-se que os primeiros colonos da região estabeleceram-se lá no século XI a.C. , no entanto, claro que esta não é a data da fundação da cidade, que seria mais próxima do século VII a.C.

Pompeia está localizada a poucos quilómetros da cidade de Nápoles, abrigada no sopé do Monte Vesúvio, um dos maiores vulcões do mundo, dada a sua história. Na época da erupção do Vesúvio, na cidade de Pompéia viviam cerca de 25.000 pessoas. Algumas semanas antes dos eventos catastróficos, vários terramotos atingiram a cidade. Muitos cidadãos deixaram a cidade com medo de novos tremores e a maioria deles foram salvos no momento da erupção. Apesar disso, mais de dois mil foram vítimas em Pompeia.


Para além de Pompeia, outras duas cidades sofreram com este desastre: Herculano e Estabia. Estas duas cidades também ficavam ao lado do vulcão e sofreram enormes consequências. Devido à alta camada de cinzas que cobriu tudo, a cidade permaneceu escondida e esquecida ao longo de quase 17 séculos. Até 1738 Herculano não tinha sido descoberta até quando um fazendeiro local encontrou um dos edifícios emergindo da terra.

Em 1756 exploradores e arqueólogos encontraram a grande cidade de Pompeia através de uma série de manuscritos que contavam a sua localização. A cidade permaneceu congelada, preservando dezenas de pinturas, construções, esculturas e outros objetos em estado impecável. no entanto, a parte mais assustadora é que muitas pessoas ficaram petrificadas na posição exacta em que estavam antes de morrer. Depois de mais de 250 anos de escavações, a cidade foi quase completamente escavada, no entanto ainda existem muitos objetos descobertos ainda por estudar.



O Monte Vesúvio é um vulcão ainda ativo hoje, rodeado por uma área urbana que alberga mais de 3 milhões de pessoas . A possibilidade de entrar em erupção novamente é muito provável. Uma nova erupção seria devastadora pois são vários os quilómetros densamente povoados que seriam afetados. A última erupção do Vesúvioo ocorreu em 1944, há 70 anos. Anteriormente as erupções ocorriam com mais frequência, isto significa que a próxima vez que o vulcão entrar em erupção será de uma dimensão significativa.

Se tem interesse em saber mais sobre Pompeia assista ao documentário Pompeii: The Mistery of the People Frozen in Time, totalmente disponível no Youtube na sua versão espanhola:

Fontes consultadas para este artigo: 
Wikipedia

1 comentários:

william haddad disse...

boa matéria escolhida por vc há anos leio sobre estas magnificas cidades e em cada leitura em cada estudo o interesse só aumenta....e o documentário anexo é de grande valia. abração

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Design Blog, Make Online Money